Desconhecido
Scar1.png
Nomenclatura
Nome completo Desconhecido
Língua japonesa スカー
傷の男
Romanização Sukā
Kizu no otoko
Tradução
Alcunhas Scar[1]
O homem da cicatriz[2]
Dados Gerais
Afiliação Yoki
May Chang
Miles
Tim Marcoh
Alphonse Elric[3]
Edward Elric
Van Hohenheim
Roy Mustang
Ling Yao
Grumman
Olivier Mira Armstrong
Ocupação
Patente
Itens usados Alquimia (braço direito)
Alquimia única Alquimia normal[4]
Objetivos pessoais Vingar a morte do irmão
Assassinar Alquimistas Federais (antes)[5]
Reconstruir Amestris e acabar com a corrupção[5]
Criar uma Pedra Filosofal e acabar com as ações dos militares[3]
Estado Ativo
Falecido[3]
Dados Pessoais
Raça Raça humana
Etnia Povo de Ishval
Gênero Masculino
Idade Desconhecida[6]
Data de nascimento
Local de nascimento Ishval
Traços únicos Cicatriz na testa
Olhos vermelhos
Interações pessoais Irmão não nomeado (falecido)
Dados de Mídia
Estréia Capítulo 5, Episódio 4
Estréia alternativa Episódio 7[3]
Estréia nos jogos Fullmetal Alchemist and the Broken Angel
Aparições
Voz japonesa Ryotaro Okiayu[3]
Kenta Miyake[5]
Voz brasileira Affonso Amajones[3]
Felipe Grinnan[5]
25px-CharacterAmestrisFlag.png


Scar (傷の男 (スカー), Sukā) foi um dos sobreviventes do Massacre de Ishval e desde então ele busca vingança contra o exército. O apelido de Scar vem da grande cicatriz em formato de X em sua testa e ostenta uma tatuagem alquímica conspícua e intricada em seu braço direito, que pertenceu originalmente a seu irmão mais velho, e é a arma que usa como forma de assassinar Alquimistas Federais.

Descrição

  • É chamado de "homem da cicatriz = Scar" devido a grande cicatriz em sua testa. Ele julga os Alquimistas Federais como desesperados a Deus, e se auto-designa um agente de Deus para julgá-los. No braço direito há uma tatuagem com o poder da destruição. (Site Hagaren)[7][8]

Aparencia

Artwork de Scar do anime de 2003.

Sendo um nativo de Ishval, o homem conhecido como Scar tem a pele escura e íris vermelhas distintivas de seu povo. Ele é razoavelmente alto com corpo bem musculado e seu cabelo raspado próximo na parte de trás e nos lados, deixando uma franja de cor prateada na parte superior. No mangá e anime Brotherhood, esta franja sobe um pouco, enquanto que no anime de 2003 a franja é relativamente plana e espalhada.

Artwork de Scar do anime de 2003 usando a vestimenta casual.

O braço direito de Scar é adornado com uma cicatriz fina que se estende inteiramente em torno do membro onde o bíceps encontra o ombro e, a partir dessa marca até o pulso é quase coberto com uma tatuagem complexa. A parte superior de seu rosto está desfigurada com uma grande cicatriz em forma de X que se estende por sua testa e abaixo sobre seus olhos até as suas maçãs do rosto. O mangá retrata Scar tendo mais ou menos entre trinta anos ou menos, enquanto que o anime de 2003 o retrata como sendo cerca de dez anos mais jovem. Na primeira parte de qualquer das séries, Scar usa óculos de sol para ocultar seus olhos vermelhos de vista e tem um distinta jaqueta dourada com uma cruz nas costas e mangas.

Sua última aparição durante o epílogo é de uma foto dele com Miles vários anos mais tarde, onde ele deixou a barba crescer, junto com um rabo de cavalo.

Personalidade

Scar é um homem decididamente frio e zangado, quase totalmente consumido pelo ódio contra as pessoas que destruíram sua terra natal. Sabendo muito bem que suas ações vão contra muitos dos ensinamentos de sua religião, ele ainda se torna um agente do castigo divino de Deus e volta sua fúria contra os Alquimistas Federais. No entanto, os vestígios de sua natureza mais gentil são propensos a aparecer. Mesmo no meio de sua sangrenta vingança, Scar está disposto a mostrar compaixão dos outros, honrando os últimos pedidos e oferecendo a oportunidade de orar antes de morrer.

Ele é razoavelmente sábio e um retórico habilidoso, embora sua sede equivocada de vingança obscureça seu maior julgamento e conduza seus argumentos em círculos. Tendo seu povo e sua família roubados dele, Scar simpatiza com aqueles que cuidam de seus entes queridos e cuida daqueles que perderam seu lugar no mundo. Além disso, ele é muito protetor de seus parentes sobreviventes e leva todas as suas palavras de encorajamento ou castigo ao coração. Ele também gosta de gatos (ou possivelmente gosta) devido a rumores de que ele estava alimentando gatos.

História

Como um jovem monge guerreiro que vivia na região de Kanda, em Ishval, durante a Guerra Civil de Ishval, o homem que mais tarde seria conhecido como "Scar" se opôs pessoalmente à assimilação de sua terra natal na grande Amestris e descobriu sua desconfiança no governo central cimentada pelo atrocidades militares que eclodiam ao seu redor a cada dia.

Sua indignação atingiu o auge quando ele descobriu que seu irmão mais velho havia começado o estudo da arte da alquimia de Amestris, uma prática proibida pelos ensinamentos de Ishvala. Embora seu irmão tentasse explicar que sua pesquisa buscava a fusão da alquimia e alkahestria em uma tentativa de fomentar o entendimento entre diferentes grupos de pessoas e trazer Ishval para a era moderna, o jovem ficou cada vez mais furioso porque seu irmão perderia tempo com tais esforços insubstanciais enquanto as pessoas estavam morrendo e o ódio se infiltrava em sua terra natal, ainda mais quando seu irmão mais velho foi tão longe a ponto de tatuar os resultados de sua pesquisa em seus braços.

Quando o combate começou a aumentar no distrito de Kanda, o jovem e sua família se preparam para fugir a região. Seu irmão, com medo de que suas descobertas morressem com ele se fosse morto durante a fuga, confiou seu caderno de descobertas ao jovem na esperança de que um monge guerreiro tivesse uma chance maior de sobrevivência do que ele. Infelizmente, assim que ele entregou as notas, o grupo foi atacado pelo Alquimista Carmesis Solf J. Kimblee. Pego em uma das explosões de Kimblee, o jovem foi mortalmente ferido, sangrando profusamente em um ferimento no rosto e na perda de seu braço direito. Em uma tentativa de resgate apressada, seu irmão mais velho usou o poder das tatuagens em seu corpo para transferir seu próprio braço direito para o corpo do jovem à custa de sua própria vida.

O jovem acordou algum tempo depois em uma clínica de emergência montada e mantida pelos médicos casados Yuriy e Sarah Rockbell, que aplicaram cirurgias de emergência e curativos para curar os ferimentos do homem. Ao descobrir que toda a sua família havia morrido e o braço revelador de seu irmão agarrado a ele, o jovem entrou em uma fúria cega de angústia. Vendo os Amestrianos como inimigos, ele matou os Rockbells, e sua atrocidade foi observada por seus companheiros ishvalianos, que ficaram horrorizados porque alguém salvo por médicos de bom coração os mataria.

Fugindo para o deserto, onde a visão da devastação total de Ishval o esperava, o jovem gritou em agonia. A partir daquele momento, o jovem jurou sobreviver apenas para se vingar dos Amestrianos e dos Alquimistas Federais que haviam tirado tudo dele e sumiu.

No anime de 2003, Scar é um homem de Ishval, um grupo de pessoas religiosas cujo nome vem do deus que adoram, Ishvala. Em particular, a arte da alquimia (conhecida pelos ishvialanos como o "Grande Arcano") foi considerada um dos maiores tabus da cultura ishvaliana (porque a alquimia implica que os humanos podem fazer as criações de Deus melhores do que Deus). Até que um dia seu irmão perdeu a namorada. Desesperado, o irmão de scar quebra o tabu de Ishval tentando a forma mais perigosa de alquimia, a transmutação humana, mas o processo falha, transformando-a em um homúnculo, mas tarde sendo nomeado por Dante de Luxúria. O irmão de Scar acaba sendo banido por seu povo, e então começa a procurar informações sobre a pedra filosofal sem muito sucesso.

Mais tarde, durante o massacre de Ishval, ele começou a procurar a Pedra Filosofal e logo descobriu a verdade de um exilado de Ishval. Percebendo que o ingrediente chave na pedra eram vidas humanas, o irmão de Scar tatuou seu corpo com os símbolos de transmutação necessários que permitiriam que ele absorvesse vidas e se tornasse uma Pedra Filosofal viva. As vidas em questão foram aquelas perdidas em um massacre do povo ishvalano pelo Exército do Estado, mas como Scar e seu irmão tentavam escapar após o ataque, eles foram perseguidos pelo Alquimista Federal Solf J. Kimblee, que usou seus poderes alquímicos para dar a Scar uma cicatriz em seu rosto, e explodir seu braço direito de seu corpo. O irmão de Scar despistou Kimblee roubando-lhe a Pedra Vermelha que lhe aumentava o poder, e então fundiu seu próprio braço direito ao corpo de Scar antes de morrer. Devido ao tipo de Círculo de Transmutação no braço de seu irmão, Scar tem uma Pedra Filosofal parcial sempre pronta para ser usada.

O braço direito do irmão de Scar carregava os símbolos necessários para as duas primeiras partes de uma transmutação alquímica, a compreensão da composição molecular de um item e a desconstrução dessa matéria (com a terceira etapa sendo a reconstrução da matéria em uma nova forma). Sem saber desse detalhe em particular, Scar viajou até a cidade de Central, na esperança de usar as informações da Biblioteca Estadual para descobrir a natureza dos símbolos. Sua entrada na biblioteca foi barrada. Scar colidiu com o jovem Alquimista Federal, Edward Elric, que inadvertidamente rasgou sua camisa e expôs seu braço, fazendo-o fugir. Não muito depois, enquanto ruminava em um beco, Scar encontra Nina Tucker, uma jovem que havia sido transformada em uma quimera pelo pai. Com pena de Nina pela dor que ela estava sofrendo agora, Scar descobriu o poder em seu braço quando ele desconstruiu seu corpo, matando-a por misericórdia. Logo depois disso, Scar brevemente encontrou Ed novamente, mas o poupou, pois Ed havia renunciado temporariamente a sua comissão como Alquimista Federal.

Agora ciente do poder que exercia, Scar embarcou em uma campanha de vingança contra todos os Alquimistas Federais ao longo dos próximos três anos, matando muitos explodindo seus cérebros dentro de seus crânios.

Plot

Mangá e Série 2009

Série 2003

Ao rastrear e matar o "Iron Blood Alchemist", Basque Grand, Scar cruzou com Edward Elric (e seu irmão, Alphonse) mais uma vez. Edward rapidamente reconheceu Scar de seu último encontro três anos antes e ele e Alphonse tentaram impedir que Scar matasse Tim Marcoh, outro Alquimista Federal que havia participado do Massacre de Ishval. A luta foi interrompida pelo major Alex Louis Armstrong, que segurou Scar por tempo suficiente para que Elric e seu irmão escapassem, mas isso durou pouco tempo. Scar logo os rastreou e quebrou o braço de Edward e uma grande parte do corpo de Alphonse. Lembrado por eles de sua relação com o próprio irmão, Scar prometeu não matar Alphonse (já que ele não era um Alquimista Federal), mas antes de ser capaz de matar Edward, Marcoh o confrontou com uma Pedra Filosofal incompleta, que o braço de Scar absorveu (conforme seu propósito de absorver almas). Sem saber que esse era o propósito de seu braço (e que parecia causar-lhe dor ao ser absorvido), Scar foge. No entanto, quando os Elrics estavam se preparando para viajar para Resembool com Armstrong, Scar se escondeu na estação de trem e manteve a irmã de um jovem jornaleiro como refém em troca de fazer o garoto escutar uma breve conversa entre Ed e Maes Hughes para ele. Foi durante essa conversa que Ed descobriu que Scar matou Nina.

Quando os Elrics mais tarde invadem o Laboratório 5 dos militares, para descobrir os experimentos alquímicos distorcidos que foram conduzidos lá, Scar os seguiu, salvando Alphonse do assassino em série Barry the Chopper e lutando contra os Homúnculos Luxúria e Gula. Quando Edward foi apresentado pelos Homúnculos com a chance de obter uma Pedra Filosofal matando os prisioneiros mantidos dentro do laboratório, ele recusou e, observando esse ato de nobreza, Scar se absteve de matá-lo.

Cuidando dos ferimentos desse encontro, Scar retornou ao campo de refugiados ocupado pelos Ishvalianos restantes, apenas para ser atacado por mercenários que fingiam ser do Exército do Estado. Scar escapou com dois filhos e um ancião ishvaliano, e prontamente correu para Alphonse mais uma vez, que estava na época separado de seu irmão após um desentendimento. O mais novo das crianças, Rick, foi então capturado pelos mercenários, e Alphonse e Edward chegaram a uma trégua incômoda com Scar para trabalharem juntos e resgatá-lo. Scar então saiu com os refugiados e viajou com eles para as favelas do sul.

Por meio de um estudo mais aprofundado, Scar acabou percebendo a verdadeira natureza de seu braço como uma Pedra Filosofal incompleta, contendo as almas de todos aqueles que morreram durante o Massacre de Ishval. Concluindo que precisava da pedra para impedir a ação dos militares do Estado, ele decidiu terminar o que seu irmão havia começado, optando oficialmente por se tornar um exilado e cortar seus laços com o resto de Ishval. Depois de pegar um medalhão que pertencia à noiva de seu irmão em Ishval, Scar viajou para a cidade devastada pela guerra no deserto de Reole e esculpiu uma gigantesca rede de transmutação ao redor da própria cidade arrastando uma pedra por suas ruas de terra. Ao saber de sua presença ali, os militares do Estado chegaram em força, junto com os Elrics, que temiam que ele planejasse sacrificar todos os habitantes de Reole para criar a pedra. Edward e Scar lutam mais uma vez, com Edward repetidamente transmutando a matéria de seu braço mecânico para evitar que Scar o desconstruísse, durante o qual Scar confirmou a Ed que matou Nina quatro anos antes, mas apenas por misericórdia. A subsequente chegada e derrota de Luxúria com o medalhão atrasou a luta, que foi então interrompida pela chegada de Rosé e Lyra, levando à revelação de que Scar, na realidade, pretendia evacuar com segurança os habitantes de Reole e usar os militares invasores como seus sacrifícios em vez disso. Ele também conseguiu abrir e mostrar os pensamentos de Luxúria sobre sua vida humana passada, e admite que amava a forma humana de Luxúria; ele também afirma ter amado seu irmão, mas o odiava por sua negligência e ignorância. Scar também aprendeu com Ed que o cabelo no medalhão é a fraqueza de Luxúria, devido aos Homúnculos serem fracos contra os restos do humano que eles já foram uma vez.

Kimblee liderou um pequeno exército de quimeras em Reole, e com a evacuação quase completa, Scar e Alphonse o enfrentaram em combate, apenas para Scar ter seu braço esquerdo transformado pela alquimia de Kimblee em uma bomba viva. Scar sacrifica seu braço, desconstruindo-o de seu próprio corpo, para evitar que explodisse, e abriu um buraco no peito de Kimblee. Kimblee, no entanto, provou ser capaz de se agarrar ao corpo por toda a vida o suficiente para transmutar o corpo de Alphonse em material explosivo. Luxúria disse a ele para esperar pela chegada de Edward, pois a única maneira de salvar Alphonse era transmutar seu corpo em um material diferente, que Scar não tinha conhecimento para fazer. Para salvá-lo, Scar transmutou seu braço restante, e todo o poder e almas dentro dele, no corpo blindado de Alphonse, e colocou o medalhão no corpo de Al para que Luxúria não pudesse interferir.

Finalmente, Luxúria leva o corpo de Kimblee à vista dos militares reunidos ao redor da cidade, levando-os a atacar. Sofrendo ferimentos de bala para proteger Luxúria, Scar usou o que restava de sua força para completar e ativar o círculo de transmutação ao redor da cidade, morrendo quando a transmutação ocorreu, e a Pedra Filosofal é completada dentro de Alphonse. O nome verdadeiro de Scar nunca é revelado, pois ele afirma que não merece mais ter um nome.

Filme

Uma versão do universo paralelo de Scar é vista perto do final dirigindo um caminhão ao lado de uma versão alternativa de Luxúria, provavelmente sugerindo que eles desenvolveram um relacionamento em nosso mundo.

Habilidades

Mestre em combate corpo-a-corpo: Como um ex-guerreiro de Ishval, Scar é bastante adepto do combate corpo-a-corpo, ostentando força e resistência significativas, agilidade e reflexos notáveis e velocidade enganosa. Embora o anime de 2003 o mostre como um jovem combatente armado durante a guerra, no mangá ele exibe suas habilidades no campo subjugando uma série de soldados Amestrianos armados usando apenas táticas corpo a corpo. A matança de Scar em Amestris é prova de suas habilidades, já que ele consegue matar dez Alquimistas Federais (incluindo Basque Grand, que foi aclamado como um especialista em combate) e é capaz de se defender contra alquimistas baseados em combate como os irmãos Elric e Alex Armstrong.

Força Aprimorada: Além disso, Scar prova ser capaz de derrubar feras inumanas como quimeras e Homúnculos. Mais impressionante, por meio de uma combinação de sorte e habilidade, ele conseguiu obter uma vitória contra Ira mesmo estando gravemente ferido.

Alto Intelecto: Scar também é razoavelmente inteligente, capaz de compreender alguns textos e conceitos alquímicos mais complexos, apesar de nunca ter estudado o ofício e é um estrategista adequado capaz de identificar e avaliar imediatamente as fraquezas de seus oponentes em combate.

Alquimia

Expert em Alquimia: Embora suas proezas físicas e figura intimidadora sejam assustadoras por si mesmas, o elemento mais perigoso de Scar é seu braço direito, que é capaz de destruir qualquer coisa com o qual entre em contato por meio da Matriz de Transmutação intrincada e misteriosa tatuada nela. Como oponente fundamentalista da alquimia, Scar não se considera um alquimista no sentido tradicional, mas a variedade de alquimia que seu próprio braço lhe permite produzir é poderosa, avançada e única. Conforme observado por aqueles que o viram em ação e viveram para contar a história, o método de Scar segue o fluxo cíclico da transmutação, mas leva em consideração apenas as duas primeiras etapas, o de compreensão e o de desconstrução. Ao "parar na segunda etapa", a estrutura física de tudo o que ele almeja é destruída e não acaba sendo remodelada, essencialmente reduzindo a escombros. Ao aplicar este método a suas vítimas, ele destrói seus sistemas internos (órgãos gerais no mangá, mas o cérebro especificamente na versão anime de 2003) instantaneamente enquanto contorna a Transmutação Humana e o estigma Ishvaliano associado a dar nova forma a uma das criações de Deus.

No anime de 2003, ele é capaz de destruir Quimeras explodindo-as, reduzindo seus corpos a respingos de sangue. Ainda assim, apesar de toda a postura anti-alquímica do serial killer, o fato de ele ser incapaz de desconstruir um objeto cuja composição ele não compreende sugere que Scar tem um pouco de conhecimento alquímico e deve identificar ativamente, ou pelo menos fazer suposições educadas em, a composição de objetos que deseja destruir; apesar de sua afirmação repetida de que o braço (e não ele mesmo) é aquele que realiza a alquimia, Scar é um alquimista amador por prática.

A origem das marcas no braço de Scar difere um pouco entre o mangá e o anime de 2003, mas em ambos era originalmente o braço direito do irmão mais velho de Scar, transferido de um irmão para o outro em um procedimento de emergência durante a Guerra Civil de Ishval.

No mangá e anime Brotherhood, os braços de Scar são a metade de desconstrução de um conjunto complementar de duas peças projetado por seu irmão mais velho. Ao estudar a alquimia amestriana e a alkahestria xinguesa, o irmão mais velho de Scar foi capaz de encontrar semelhanças entre os dois e combiná-los em uma matriz que incorporou seus pontos fortes. O braço direito, marcado com "TERRA" (latim para "Terra") e "AER" (latim para "Ar"), carrega uma matriz que incorpora cobras gêmeas em um padrão de Caduceu cercado por escamas reptilianas que podem representar o "Pulso do Dragão" de origem alkahestriaca e uma série de flechas tribais descendo até o pulso, representando um fluxo externo. Este braço é designado para desconstrução.

O braço esquerdo, designado para reconstrução, é marcado com a mesma matriz virada de cabeça para baixo para representar um fluxo interno e com o Pulso do Dragão tatuado em tinta branca em vez da tinta preta do braço direito. Seu fluxo para dentro completa o pulso cíclico de transmutação completa e é marcado com "IGNIS" (latim para "Fogo") e "AQUA" (latim para "Água") completando a tétrade elemental.

Scar revela que ele, em algum ponto nos meses anteriores, decifrou a matriz de desconstrução o suficiente para recriar com precisão a matriz de reconstrução que estava no braço esquerdo de seu irmão. Agora, com seu próprio braço esquerdo marcado com a mesma matriz, ele finalmente é capaz de criar além de ser capaz de destruir e pode realizar transmutações completas com todo o poder da extensa pesquisa de seu irmão. Embora novo na arte, não tendo confiança suficiente para sequer fazer uma tentativa antes do Dia Prometido, Scar prova ser capaz de criar grandes espigões do solo semelhantes aos usados pelos irmãos Elric e Alex Louis Armstrong. No entanto, em vez de serem cônicos, os espinhos de Scar assumem a forma de pirâmides hexagonais.

No anime de 2003, a matriz no braço de Scar é um fragmento de uma matriz maior chamada Grand Arcanum, que seu irmão mais velho tatuou sobre todo o corpo depois de mergulhar em antigos métodos alquímicos em uma transmutação humana fracassada de sua falecida amante. O Grand Arcanum, uma linhagem antiga e proibida de alquimia nativa e exclusiva da cultura Ishvaliana, foi projetado para criar uma Pedra Filosofal ao reagir com almas perdidas e outras Pedras incompletas, absorvendo-as na matriz. Após um ataque do Alquimista Federal Solf J. Kimblee deixar o jovem Scar morrendo com a perda de seu braço, seu irmão mais velho recuperou os sentidos por tempo suficiente para transferir seu próprio braço direito para seu irmão mais novo, ao custo de sua própria vida. Como tal, o braço direito de Scar é uma Pedra Filosofal incompleta, retendo o suficiente da tatuagem de corpo inteiro do Grand Arcanum de seu irmão para reagir da mesma maneira. Ela emite uma luz escarlate quando usada, de acordo com a natureza da Pedra, e absorve dolorosamente as Pedras Vermelhas e as almas das vítimas de Scar enquanto tenta se tornar completa.

As marcas no braço são semelhantes às do mangá, mas são mais vagas e não têm a simbologia definida do braço do Pulso do Dragão. Além disso, por causa de suas origens diferentes, carrega um significado diferente. Parece que seu braço é capaz de reconstruir, mas não é permitido pela ideologia religiosa de Scar.

Trivia

  • Scar era apaixonado pela namorada de seu irmão, isso apenas no anime de 2003.
  • No primeiro anime, Scar morreu sem que seu nome fosse revelado. No entanto, a autora planejou revelar o nome de Scar antes do mangá terminar (nos "extras" no final do volume 15, Arakawa afirma que ela tem um nome para Scar, mas é um segredo). No capítulo 102, quando Ira pergunta a Scar qual o nome dele, Scar responde que ele não tem nome e que já o abandonou há muito tempo. A partir do capítulo 108, Scar oficialmente não tem nome, afirmando que depois de morrer duas vezes, ele não existe mais. Não se sabe se seu nome jamais será revelado.
    • Como uma piada na non-canon 4-Koma Theater, é afirmado que o verdadeiro nome de Scar é Jugemu-Jugemu Gokōnosurikire Kaijarisuigyo-no Suigyōmatsu Unraimatsu Fūraimatsu Kūnerutokoroni-sumutokoro Yaburakōjino-burakōji Paipopaipo-paiponoshūringan Shūringanno-gūrindai Gūrindaino-ponpokopīno-ponpokonāno Chōkyūmeino-Chōsuke, derivado do folclore japonês "Jugemu". A piada também afirma que o King Bradley, outro personagem cujo nome real é desconhecido, compartilha o mesmo nome.
  • No anime de 2003, Kimblee pessoalmente deu a Scar a cicatriz em forma de X em seu rosto e removeu seu braço. No mangá, ambos os ferimentos foram inadvertidamente causados pela explosão que Kimblee partiu para assassinar o grupo circundante de Ishvalianos.
  • No anime de 2003 a energia da alquimia de Scar é vermelha como a da pedra filosofal, já no anime Brotherhood ela é azul como a de um alquimista normal.

Referências

  1. Do japonês スカー Sukā.
  2. Do japonês 傷の男 Kizu no otoko.
  3. 3,0 3,1 3,2 3,3 3,4 3,5 Anime de Fullmetal Alchemist (2003-2004). Erro de citação: Etiqueta inválida <ref>; Nome "FMA03" definido várias vezes com conteúdo diferente
  4. Entretanto a alquimia de Scar para no processo de destruição, diferente da alquimia usada normalmente pelos outros alquimistas.
  5. 5,0 5,1 5,2 5,3 Anime Brotherhood (2009-2010). Erro de citação: Etiqueta inválida <ref>; Nome "FMAB" definido várias vezes com conteúdo diferente Erro de citação: Etiqueta inválida <ref>; Nome "FMAB" definido várias vezes com conteúdo diferente
  6. Apesar de ambas as versões não deixarem específico a idade de Scar, no anime de 2003 Scar é mais jovem que o Scar do mangá e anime Brotherhood.
  7. Do japonês 額に大きな傷があることから“傷の男=スカー”と呼ばれている。 国家錬金術師達を神への冒涜者と位置付け、自ら神の代行者と名乗り、裁きを行う。 右腕には、破壊の力を秘めた入れ墨がある。Gaku ni ōkina kizu ga aru koto kara “kizu no otoko = sukā” to yoba rete iru. Kokka renkinjutsu-shi-tachi o kamihenobōtoku-sha to ichidzuke, mizukara kami no daikō-sha to nanori, sabaki o okonau. Migiude ni wa, hakai no chikara o himeta irezumi ga aru. Kokka renkinjutsu-shi-tachi o kamihenobōtoku-sha to ichidzuke, mizukara kami no daikō-sha to nanori, sabaki o okonau..
  8. http://www.hagaren.jp/old/chara/sca01.html
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.